Países europeus mais baratos para estudar para estudantes nacionais e internacionais

Aqui estão alguns dos países europeus mais baratos para estudar no exterior para estudantes internacionais. Essas universidades cobram as taxas de matrícula e admissão mais baixas da Europa.

Estudar no exterior é o sonho de quase todos os alunos e também nosso foco principal nesta plataforma.

Escrevemos centenas de guias para estudantes, a maioria deles enfocando questões de educação internacional para ajudar os estudantes internacionais em sua busca por estudar fora de seu país, seja com bolsa ou autopatrocínio.

Um dos principais desafios que a maioria dos alunos enfrenta ao estudar no exterior é o financiamento. É um bom número de alunos que contam e dependem apenas de bolsa de estudos ou qualquer outra forma de patrocínio como sua única esperança de estudar fora de seus países.

Por causa dessas questões de financiamento, publicamos inúmeras oportunidades de bolsas de estudo e guias de estudo no exterior para ajudá-los a possivelmente cortar custos e uma série de universidades, programas e cursos baratos no exterior.

Os alunos também podem fazer cursos online e obter certificados de graduação online com despesas menores e até mesmo em um curto espaço de tempo. Os cursos de graduação acelerada oferecidos por universidades internacionais podem levar menos da metade ou até menos da metade do período normal do programa (que geralmente é de 3 a 4 anos em média. Os cursos de graduação acelerados podem levar 2 anos, 1 ano ou até seis meses para serem concluídos o programa e obter um certificado)

Europa como um país de interesse para Estudantes internacionais tem várias universidades excelentes. Você ficará surpreso ao saber que algumas dessas universidades têm propinas baratas, baixas o suficiente para que você possa pagá-las mesmo sem uma bolsa de estudos.

Um certo número de universidades na Europa não cobram nenhuma taxa de inscrição de estudantes internacionais e nacionais. Isso quer dizer que você pode se inscrever nessas universidades gratuitamente e ser admitido, caso se qualifique.

Onde existem algumas universidades baratas na Europa para as quais você pode se inscrever, nosso foco aqui são lugares na Europa com um pouco menos de despesas para estudantes internacionais. Portanto, se você é um estudante internacional em busca de oportunidades para cortar custos e economizar algum dinheiro, escolher suas escolas de interesse dentro desses países baratos da Europa pode ajudá-lo a economizar custos.

Países europeus mais baratos para estudar

  • ALEMANHA
  • BÉLGICA
  • HUNGRIA
  • ITÁLIA
  • FRANÇA
  • FINLÂNDIA
  • ÁUSTRIA
  • NORUEGA
  • SUÉCIA
  • UCRÂNIA

ALEMANHA - Países europeus baratos para estudar

A Alemanha é, de certa forma, o país europeu mais barato para estudar, já que algumas de suas universidades públicas nem mesmo cobram propinas, especialmente para estudantes nacionais. A educação é gratuita na Alemanha.

Você pode estude de graça na Alemanha, embora, como eu disse, seja principalmente para estudantes domésticos. Os estudantes internacionais podem, de qualquer forma, decidir se inscrever em qualquer uma das bolsas de estudo totalmente financiadas na Europa. Isso também os ajudará a estudar de graça.

Se você quiser estudar na Alemanha, você deve saber como dissemos antes, você pode estudar na Alemanha gratuitamente. Enquanto você se inscreve nas universidades disponíveis, você também pode se inscrever para bolsas de estudo para ajudá-lo a cortar custos. Se você está indo para cursos relacionados à medicina, você deve verificar nosso guia em melhores universidades de medicina na Alemanha.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: EUR 1000 por ano.
Melhores universidades alemãs para estudantes internacionais: Technische Universität Berlin; Freie Universität Berlin; Humboldt-Universität zu Berlin; Ludwig Maximilian University of Munich e Technical University, Munich.

BÉLGICA - Países europeus baratos para estudar

A Bélgica é um dos países europeus mais baratos para estudar, especialmente para estudantes internacionais, tendo um custo de vida relativamente baixo, mas mantendo um alto padrão de vida.

Enquanto os estudantes europeus podem estudar gratuitamente na Bélgica, os estudantes internacionais que se inscrevem para estudar na Bélgica deve dar uma olhada em alguns dos melhor bolsa na Bélgica que eles podem solicitar.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: 1,500 € por ano lectivo.
As melhores universidades da Bélgica para estudantes internacionais: Universidade em Leuven, Bélgica, Vrije Universiteit Brussel (VUB) e Université Libre de Bruxelles (ULB)

HUNGRIA - Países europeus baratos para estudar

A Hungria, um país sem litoral localizado na Europa central, também é um dos países europeus mais baratos para estudar, tanto para estudantes nacionais quanto internacionais.

Se você quiser estudo na Hungria, você deve saber que a Hungria é um dos países com bolsas do governo para estudantes internacionais. Você pode se inscrever para bolsas de estudo na Hungria disponíveis e também ter a chance de receber uma bolsa direta se tiver bons antecedentes acadêmicos.

Para os nigerianos, o governo federal da Nigéria também oferece uma oportunidade de bolsa de estudos totalmente financiada para estudantes nigerianos estudarem na Hungria por meio de seu acordo bilateral de educação plataforma de bolsa de estudos, você também pode se inscrever para a bolsa.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: 1,000 € por ano lectivo.
Melhores universidades húngaras para estudantes internacionais: Universidade de Debrecen, Universidade de Szeged, Universidade Corvinus de Budapeste e Universidade Eötvös Loránd.

ITÁLIA - Países europeus baratos para estudar

Para alguns, a Itália é o melhor país europeu para estudar artes. A Itália é uma das universidades europeias mais baratas para estudantes internacionais estudarem no exterior.

A Itália é apresentada como um dos melhores lugares para estudar na Europa, com seu custo de vida médio, juntamente com o fato de que algumas das universidades lá não cobrar qualquer taxa de inscrição, A Itália recebe um bom número de estudantes internacionais anualmente.

Para estudo na Itália, você não precisa de nenhum certificado de teste de inglês, mas pode precisar fazer um curso de idioma em seu primeiro ano de estudo, assim como é feito para estudantes internacionais em todos os países europeus.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: 1,000 € por ano lectivo.
Melhores universidades italianas para estudantes internacionais: Universidade de Bolonha, Universidade de Roma La Sapienza, Universidade Politécnica de Milão, Universidade de Roma Tor Vergata, etc.

FRANÇA - Países europeus baratos para estudar

A França é um dos países mais baratos da Europa para estudantes internacionais, eles têm um bom sistema educacional e acomodações relativamente acessíveis.

Para estudar na França, você precisa primeiro se inscrever para admissão em qualquer universidade internacional no país, obter uma carta de consideração de admissão antes de aplicar para um visto de estudante através da embaixada da França em seu país.

Descrevemos anteriormente um lista de universidades na França para estudantes internacionais. Essas universidades ensinam em inglês e levam em consideração a presença de estudantes internacionais na maioria de suas atividades. Também listamos uma série de universidades mais baratas na França que estudantes internacionais pode se inscrever também.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: US $ 1,000 por ano acadêmico.
Melhores universidades da França para estudantes internacionais: Universidade de Lyon, França, Ecole Normale Supérieure de Lyon e Université Jean Moulin Lyon.

LEIA TAMBÉM: Guia para estudar no exterior, na França

FINLÂNDIA - Países europeus baratos para estudar

A Finlândia oferece programas de doutorado e bacharelado sem taxa de matrícula para estudantes locais e internacionais, embora alguns de seus programas de mestrado tenham uma taxa de matrícula para estudantes internacionais não pertencentes à UE / EEE.

De acordo com o Estude na Finlândia local na rede Internet; “Nenhuma mensalidade cobrada em cursos de ensino superior finlandeses a partir do outono de 2014, independentemente do nível de estudos e da nacionalidade do aluno.”

Isso significa que a educação universitária da Finlândia é gratuita para todos. Isso torna a Finlândia possivelmente o país europeu mais barato para estudantes.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: Nil.
Melhores universidades da Finlândia para estudantes internacionais:  Aalto University e a University of Helsinki.

ÁUSTRIA - Países europeus baratos para estudar

As universidades públicas austríacas têm uma mensalidade média de cerca de 726.72 euros e 17.50 euros adicionais para seguro e taxa do sindicato estudantil austríaco por semestre.

Cidadãos de países menos desenvolvidos têm educação gratuita nas universidades públicas austríacas e pagam apenas 17.50 euros por semestre.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: US $ 1,000 por ano acadêmico.
Melhores universidades austríacas para estudantes internacionais:  Universidade de Viena, Leopold-Franzens-Universität Innsbruck, Universidade de Graz, etc.

NORUEGA - Países europeus baratos para estudar

Na Noruega, tanto os estudantes internacionais quanto os locais estão no ensino gratuito, portanto, quando você estiver procurando por universidades europeias baratas para estudantes internacionais, as universidades norueguesas devem estar na primeira lista.

Embora haja aulas gratuitas, para estudar na Noruega, você ainda precisa pagar pela hospedagem, sua passagem aérea e cuidar de si mesmo também, a menos que você ganhe algum prêmio ou bolsa de estudos que possa ajudá-lo a cuidar disso. A Noruega é apresentada na lista de países onde os alunos podem estudar gratuitamente.

Você também precisa provar sua proficiência na língua norueguesa ou fazer um curso de língua norueguesa no primeiro ano de sua visita para ser admitido por completo.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: GRÁTIS.
As melhores universidades da Noruega para estudantes internacionais:  Universidade de Oslo, Universidade de Bergen, Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia e Universidade de Tromso

SUÉCIA - Países europeus baratos para estudar

Os programas de doutorado são gratuitos para estudantes internacionais na Suécia e, para outros programas, há uma série de programas de bolsas de estudo integrais e parciais como isenção de mensalidades para estudantes internacionais.

A Áustria é um dos países europeus mais baratos para estudar, tanto a nível nacional como internacional. Se você quiser estudar na Áustria, você precisará apresentar uma pontuação no teste de proficiência no idioma.

Custo de vida: Relativamente alto
Taxa média de matrícula: SEK80, 000 por ano letivo.
Melhores universidades da Suécia para estudantes internacionais: Lund University, Uppsala University, Karolinska Institute, Royal Institute of Technology e Stockholm School of Economics.

UCRÂNIA - Países europeus baratos para estudar

A Ucrânia é um dos países mais baratos da Europa para estudantes. Embora o IELTS não seja obrigatório para a admissão, você ainda pode precisar apresentar uma pontuação no teste de idioma.

Para estudar na Ucrânia, você pode se inscrever para admissão em qualquer uma das escolas listadas abaixo.

Custo de vida: Barato
Taxa média de matrícula: relativamente moderado.
Melhores universidades ucranianas para estudantes internacionais: Kharkiv National Medical University, Dnipropetrovsk State Medical Academy, Ucraniana Medical Stomatological Academy, Crimea State Medical University, Odesa State Medical University.

Oficial de Parceria at Study Abroad Nations | Veja meus outros artigos

Study Abroad Nations.Escrevemos centenas de guias que ajudaram milhões de estudantes em todo o mundo. Você pode se conectar conosco a qualquer momento através de qualquer uma de nossas plataformas de mídia social ou por e-mail.

um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.